A Lumicroma é contra a invasão da Ucrânia pelas forças militares da Rússia e condena em absoluto o belicismo do presidente Putin. A Lumicroma não está contra os artistas russos.

A exposição IN COLORS PROJECT - React! integra obras de três fotógrafos russos, bem como de uma fotógrafa ucraniana.
Anastasia Pinchuk (Ucrânia), Yuri Pritisk, Serge Basil e Vladislav Shapovalov (Rússia) são quatro dos 47 autores representados nesta colectiva de fotografia.

Para o encontro das obras que compõem React!, entre Dezembro de 2021 e Janeiro de 2022 realizou-se a primeira Convocatória IN COLORS PROJECT.
Foram recepcionadas candidaturas de 960 fotógrafos, propondo um total de 5410 fotografias.

Decorria a pré-selecção das obras quando, em Fevereiro, a Ucrânia foi invadida.
Em momento algum, a guerra interveio no processo de escolha das fotografias.

Pelas obras reunidas há, sim, múltiplas composições da realidade, de muitas guerras, no antes e no depois. 

Na paisagem bucólica de Mariupol, Anastasia Pinchuk reteve um acorde de felicidade. Nada fazia temer o futuro.

Na paisagem glacial do Árctico, Yuri Pritisk alerta para o aquecimento global, a pegada humana e o esforço da ciência.

Em Idlib, Síria, o fotógrafo sírio Mouneb Taim mostra um teatrinho infantil entre os escombros de edifícios bombardeados.

Em Trípoli, Líbano, o fotógrafo português João Sousa fez o registo de um menino sírio a tentar recuperar pertences no que restou do campo de refugiados em que vivia, destruído por fogo posto.

As consequências prolongadas de conflitos armados e outras agressões contra a vida e o ambiente estão explícitas ou implícitas em muitas outras obras. É questão de se querer ver.

Outros artigos

PLATAFORMA PARA A VALORIZAÇÃO DA FOTOGRAFIA E DOS FOTÓGRAFOS.